Escritos do tempo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Escritos do tempo

Mensagem por Ares em Ter Dez 13, 2011 8:43 pm

Aqui escreverei qualquer coisa que me venha a cabeça,mini historias e coisas assim.

_________________
avatar
Ares

Mensagens : 339
Pontos : 7284
Reputação : 3
Data de inscrição : 24/10/2011
Idade : 21
Localização : O bar no fim do mundo

Ficha Half-Blood
HP:
100/100  (100/100)
Level: 1
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Escritos do tempo

Mensagem por Ares em Ter Dez 13, 2011 9:23 pm

Num outro universo,que se desenvolveu paralelo ao nosso existe uma pequena tribo que vive no topo das montanhas da Gerusia.Uma tribo de certa parte pacifica mais que guarda muitos segredos.A vila possui não menos nem mais de 100 pessoas e suas casas eram feitas de pedra das montanhas,retiradas através de técnicas primitivas que foram passadas de geração para geração e são sempre mantidas na mente das pessoas e por isto nunca perdidas.
Numa noite em que as duas luas rubras se tocavam na imensidão dos astros e a sombra de uma obscurecia a outra,uma cerimonial religiosa ao grande Urso de Sangue,um ser que surgiu nos primórdios dos tempos e tem como missão fecundar a terra com o sangue dos mortos e manter o ciclo da vida intacto e sempre em renovação.No momento em que o sangue da caça era derramado na piramide de vidro que representa a base do mundo e a meta que todos os seres devem percorrer um forasteiro montado um mastim gigante adentra nos portões de prata da pequena vila,com seu sabre na bainha e seu punhal nas longa botas de couro de mamute.
O forasteiro caminha para o centro da vila e percebe que uma celebração esta acontecendo,o sangue cai sobre a piramide de vidro e este se incendeia e um ser de vidro começa a sair da piramide a população se assusto e se afasta.Em poucos segundos um ogro com presas de javali e chifres de touro sai completo da piramide e agara o sacerdote do Urso de Sangue,a carne deste começa a se desfazer e e o sangue começa a penetrar no vidro.Carne,ossos e sangue adentram na besta de 3 metros de altura e esta transforma sua mão em uma lamina e caminha em direção ao forasteiro,veias começam a se formar no interior da besta e nos buracos vazios aonde devim estar os olhos chamas se acendem.Uma voz tempestuosa e maligna sai de sua boca num risada de gelar o sangue daqueles que estavam lá,menos do forasteiro que veio de terras distantes e enfrentou os perigos de subir a montanha e cruzar as pontes de gelo no verão,quanto estão estão fracas e se quebram com um simples passo.
O monstro agara outra vitima e lhe absorve a alma e o corpo,enquanto veias e órgãos nascem em seu interior,mais sua pele continua de vidro e tudo que lhe passa por dentro é visível.O forasteiro pega seu sabre da bainha e caminha a passos leves e ao mesmo tempo rápidos que transformam segundos em horas e horas em milênios.
E ele caminha com sua arma em mão e ao chegar perto do monstro de vidro gira o sabre e uma luta que poderia durar seculos começa,armas versus garras,inteligencia contra força e se não fosse pelo grande mastim negro galga a passos rápidos em direção ao embate e com seus dentes de ferro e seu coração de bronze ele morde o grande ogro que grita e os trovões caem do céu,e nunca nenhum grito foi tão aterrorizante e ao mesmo tempo finito e tão curto e das bocas da besta só se pode ouvir as palavras de odeio e desprezo que falavam que ele era as trevas e não se podia deter ele.

_________________
avatar
Ares

Mensagens : 339
Pontos : 7284
Reputação : 3
Data de inscrição : 24/10/2011
Idade : 21
Localização : O bar no fim do mundo

Ficha Half-Blood
HP:
100/100  (100/100)
Level: 1
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum